Reforma da Previdência é tratada no Legislativo

por Luana Lobato Raddatz publicado 02/05/2019 14h17, última modificação 02/05/2019 14h17

        O espaço da tribuna livre desta quinta-feira, dia 2 de maio de 2019, foi utilizado para explanação de contrariedade dos sindicatos de Uruguaiana à proposta de reforma da previdência. O representante das entidades, Olíbio Nunes de Freitas do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, fez uso da palavra.

         De acordo com o apresentado, o projeto de reforma sugerida pelo Governo Federal é extremamente nocivo ao trabalhador quanto à contribuição e tempo de aposentadoria. “Queremos que a Reforma aconteça com os três pilares interessados: trabalhadores, empresários e governos, e não chegue ao caos que propõe”, afirmou Olíbio.

      Na ocasião foram contextualizados os últimos danos aos trabalhadores, como reforma trabalhista que aumentou a informalidade e a extinção do Ministério do Trabalho. Também apontou os grandes devedores da previdência, responsáveis por déficits, os prejuízos aos trabalhadores que deverão contribuir mais tempo e a manutenção de privilégios.

        “Buscaremos os gabinetes de todos os vereadores para assinarem o repúdio a essa reforma e que independente de partido político, defendamos os trabalhadores”, considerou Olíbio.