Parlamento acompanha situação da Santa Casa

         A Comissão de Serviços Municipais, Saúde, Educação, Segurança Pública, Desenvolvimento Econômico e Mercosul esteve em reunião no dia 30 de abril, com a Administradora do Hospital Santa Casa de Caridade de Uruguaiana, Adélia Figueiredo e com Provedor da Santa Casa, Júlio Silveira.

       Estavam presentes a presidente da Comissão de Serviços Municipais, Suzana Alves (PRB), os vereadores Carlos Delgado (P) e Carmelo Madeira (PSDB), e o presidente do Poder Legislativo, vereador Irani Fernandes (P). Na ocasião a Comissão buscava informações referentes a destinação de recursos recentes que encontravam-se bloqueados na conta do Hospital. Constatou-se que a nova administração tem buscado melhoramento dos processos de forma a atender satisfatoriamente todos os setores da Santa Casa.

      Em sequência, no turno da tarde, os vereadores reuniram-se com o presidente do SINDISAÚDE, Renato Corrêa, buscando esclarecimentos sobre os motivos da eminente paralisação de funcionários. Segundo o presidente, em assembleia deveriam ser debatidas as pendências nos salários, que há 3 meses não são pagos; o Fundo de Garantia dos funcionários não depositado e o motivo para bloqueios dos valores que é o não cumprimento das metas. Também destacou a necessidade de comprometimento da atual administração do Hospital quanto a priorizar o pagamento de funcionários.

        Com relação ao indício de greve pelos funcionários, conseguiu-se que a administradora participasse da reunião a fim de apresentar o posicionamento da instituição sobre o assunto.

          Em um terceiro momento, os vereadores reuniram-se com o Prefeito, Ronnie Mello, preocupados com a situação diante de mais uma paralisação. No momento constatou-se que os convênios com o município estão em dia. No final do dia, houve informação do Deputado Frederico Antunes que os recursos bloqueados pelo Estado estariam em desbloqueio.

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados