Homenagens marcam Proclamação da República

por Luana Lobato Raddatz publicado 13/11/2019 12h03, última modificação 13/11/2019 12h03

       Sessão Solene foi realizada na Câmara Municipal de Uruguaiana para registrar a Proclamação da República, data que marca o início do período democrático no país. Na noite do dia 12 de novembro de 2019, cinco cidadãos foram homenageados pelos serviços prestados à comunidade com a presença de autoridades civis, militares e eclesiásticas, amigos e familiares.

       Os diplomas de Honra ao Mérito foram recebidos por Isaac Macedo dos Santos, indicado pelo vereador Vilson Brites Borges. O pastor da Igreja Brasil para Cristo e Presidente do Conselho de Ministros de Uruguaiana desenvolve diversas ações pelas pessoas excluídas da sociedade.


       Também por José Miguel Vasques, por sugestão do vereador José Fernando Tarragó. O Técnico em Radiologia destaca-se como excelente profissional e é organizador de diversas campanhas pró Hospital Santa Casa, como festival do camarão e porco no rolete, por melhorias para o serviço e a comunidade.


       Luiz Carlos Piega Soares, por indicação da vereadora Suzana Cardoso Alves, recebeu o Diploma pelos mais de 28 anos de serviço prestados na área da educação. Atua como professor de educação física que incentiva a participação em competições esportivas, inclusive fora do estado representando a cidade.


          A Grande Condecoração Municipal- Medalha de Ouro, foi entregue a Jose Carlos Orocil de Medeiros, por consideração da Mesa Diretora, presidida pela vereadora Zulma Ancinello. O cidadão é destacado pela liderança do cartório de Registro de Imóveis e no apoio a projetos e obras na área de assistência social.


           O reconhecimento com o título honorífico de Cidadã de Uruguaiana, foi dado a Iara Regina de Figueiredo Serres, pela designação da vereadora Nerai Kaufmann. A homenageada dedica grande parte do seu tempo com trabalhos voluntários, entre eles no SESC, aulas de pintura e artesanato para idosos e é colaboradora ativa em atividades da Diocese de Uruguaiana.

             A locução alusiva à Proclamação da república foi realizada pela presidente da Casa Legislativa, com o relato da história que culminou no fim do regime monárquico constitucional. “No dia 15 de novembro de 1889 se instala o regime republicano no Brasil e dá-se início a consolidação da democracia que até hoje vigora”, salientou Zulma Ancinello.