Enfrentamento a violência sexual em destaque

         O programa “Proteção nas Fronteiras” e as ações de fortalecimento das redes locais e de enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes foram explanados no espaço da tribuna livre. Nesta quinta-feira, dia 7 de novembro de 2019, o articulador do projeto em parceria com Instituto Aliança e Prefeitura, Douglas Silva Moreira, relatou as atividades por proposição da Mesa Diretora, presidida pela vereadora Zulma Ancinello (PRB).

         “A violência sexual é uma das mais complexas e cruéis violações dos direitos da criança e do adolescente. É um fenômeno multifacetado que envolve uma série de questões, ligados ao fato e também se trata da nossa formação histórica e cultural. Nos contextos de fronteira tem elementos que facilitam e agravam a violência sexual”, afirmou Moreira sobre a motivação e escolha de Uruguaiana para o desenvolvimento do projeto entre os municípios do Estado.

         As cinco fases do programa que visa capacitar e qualificar profissionais para a prevenção e enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes foram detalhadas. São elas o diagnóstico do município com dados e situação sociodemográficos, a sensibilização de gestores e referências técnicas, os ciclos presenciais de capacitação e assessoria técnica para aprimoramento de ações, posteriormente acontecerá o monitoramento e a avaliação após realização das políticas.

         Nesta semana acontece o segundo ciclo de palestras e oficinas com cerca de 60 profissionais das áreas da saúde, assistência social, educação, segurança pública, sistema de justiça e Conselho Tutelar.

            A prevenção e o atendimento estão sendo tratados na construção do Plano Municipal de Enfrentamento a Violência Sexual contra Criança e Adolescente. Ele estabelece 31 ações prioritárias e estratégicas nas diferentes expressões da violência.

            As denúncias podem ser anônimas e diretamente pelo Disque 100 ou ao Conselho Tutelar. DISQUE 100 é um serviço de atendimento telefônico gratuito para receber demandas relativas a violações de Direitos Humanos, que funciona 24 horas todos os dias da semana e atende todo território nacional.

 

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados