Aproveitamento de suplentes para Brigada Militar é indicado pelo Legislativo

A Câmara Municipal de Uruguaiana solicitará ao Governo do Estado providências para que 123 suplentes do Concurso Público para Brigada Militar sejam aproveitados no curso de formação da Academia da Brigada Militar.

         O requerimento de autoria do vereador José Clemente Corrêa (PSDB) foi aprovado na reunião desta terça-feira, dia 27 de junho, e será encaminhado ao Governador, Ivo Sartori, à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul e ao Gabinete do Chefe da Casa Civil do Estado.

          O vereador Clemente relatou o acompanhamento do processo do Concurso e expôs que, nos últimos dias, o Governo efetuou o chamamento de aprovados para o curso de formação. Entretanto, os suplentes receberam a determinação de que aguardassem em casa e, caso houvesse a necessidade, o Estado chamaria os mesmos, causando uma mistura de expectativa e frustração.

        “Reconhecemos o clamor da sociedade gaúcha por segurança, em razão do aumento da violência e da sensação de insegurança e a inclusão de mais 49 policiais para o patrulhamento e 74 bombeiros militares, certamente contribuiria para o combate à criminalidade”, afirmou Clemente.

        Também destacou-se na apresentação do requerimento que os suplentes estão aptos a participar do curso de formação; houve custo individual para os candidatos com aquisição dos “enxovais”, conforme a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul estabeleceu; e não há geração de grandes custos aos cofres públicos a incorporação deste número de suplentes ao curso.

         “É hora de agirmos com coragem e responsabilidade para enfrentarmos os problemas que assolam a sociedade gaúcha e, é fundamental, que essa Casa Legislativa de Uruguaiana mais uma vez se coloque como protagonista na defesa da sociedade uruguaianense que pede por segurança”, finalizou Clemente.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados