Adesão a novo método preventivo de Aids é requerida

por Luana Lobato Raddatz publicado 14/02/2019 11h24, última modificação 14/02/2019 11h24
O Ministério da Saúde oferece aos municípios medida de prevenção à Aids através de uso de pílula por pessoas expostas ao risco de infecção.

          O programa voltado à disponibilização do medicamento Truvada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) foi apresentado em plenário pelo vereador Fernando Tarragó (PSD) nesta quinta-feira, dia 14 de fevereiro de 2019, e será encaminhado ao Poder Executivo para providências e adesão do município.

         Nossa cidade é um ponto estratégico, com muito trânsito de estrangeiros e propício à proliferação do Aids. Nossos dados são alarmantes e é necessário reforço nas ações preventivas”, contextualizou Tarragó sobre a importância da solicitação ao Ministério.

         O medicamento que previne a infecção pelo HIV, por meio de um comprimido diário, é distribuído para grupos considerados vulneráveis. O tratamento é ofertado a pessoas que não têm o vírus HIV, mas que estão mais expostas à infecção, como profissionais do sexo e casais com apenas um dos parceiros soropositivo.

           De acordo com o Ministério da Saúde, o uso correto do medicamento reduz o risco de infecção por HIV em mais de 90%.