Vereadores manifestam repúdio a livro “Queermuseu”

A Câmara Municipal de Uruguaiana solicitará a retirada do livro “Quermuseu” - cartografias da diferença na arte brasileira, do acervo da Biblioteca Pública Municipal e que seja devolvido ao remetente, Santander Cultural, junto a Moção de Repúdio.

            A proposição é de autoria do vereador Eric Lins (DEM), subscrita pelos demais vereadores da Casa.

          O Brasil enfrenta uma “Crise Moral’ no que se refere a manifestações ditas culturais de gosto e interpretações duvidosas, que em alguns casos, afrontam religiões, colocam em risco menores de idade, quando as expõe a ambientes onde se caracterizam a pedofilia e a zoofilia e a outras situações que se não constrangem, faz com que as crianças estejam a merce de ideologias que além de distorcidamente permissivas, são potencialmente nocivas para a formação de caráter”, salientou Eric Lins.

           A Moção ao Santander Cultural considera a obra de mau gosto, com conteúdos que passam pelo grotesco, pela lascívia distorcida e pela desnecessidade, além da falta de talento camuflada e eclipsada pela pretensa tentativa de “chocar a sociedade”. O parlamentar destacou na obra temas como canibalismo e apologia à pedofilia, sendo indigna de ser oferecida na Biblioteca Municipal, corrompendo deliberadamente, e com o uso de bens públicos (infraestrutura e recursos humanos), a cultura e a moral de estudantes e adultos.

           Mesmo com muito esforço, não podemos encontrar uma mísera migalha de virtude na obra. Em casa tudo bem, mas no espaço da biblioteca não agrega e não constrói. Entendemos imoral e inadequado”, declara Eric. Ao Poder Executivo também será solicitada uma análise das demais obras para que aquelas com conteúdo similar sejam retiradas por atentarem contra a moralidade.

 

 

 

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.