Multas decorrentes de paralisação de caminhoneiros são tratadas

        Reuniu-se nesta quarta-feira, dia 27 de junho, em caráter extraordinário, a Comissão de Serviços Municipais para tratar de demandas do transporte internacional. Estiveram diversos caminhoneiros e lideranças da classe, na reunião presidida pela vereadora Suzana Alves, com vereadores Carlos Delgado, Carmelo Madeira, Vilson Brites e Mano Gás.

        Na oportunidade, os vereadores membros da Comissão ouviram o relato dos mesmos, a respeito de diversas multas de infração de trânsito que receberam, aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal, durante a paralisação feita pelos caminhoneiros contra o aumento dos combustíveis no último mês. As infrações foram de obstrução da via e pedestres e de estacionamento irregular, no valor médio de quase 6 mil reais.

        O Presidente do Sindicato dos Caminhoneiros, Paulo Dutra, manifestou-se dizendo que é um abuso a ação contra os manifestantes, que pacificamente exerceram seu direito constitucional. “Todos dias caminhões fazem filas quilométricas a espera de entrada no Porto Seco, os caminhoneiros ficam horas ao relento do sol e chuva, a merce da insegurança, usando o mesmo acostamento em que fomos multados, e nenhum policial rodoviário aparece para dar a devida segurança a estes profissionais”, diz Dutra.

          Ficou deliberado pela Comissão, o encaminhamento da matéria ao Ministério Público Federal.


 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.