Implantação de “Farmácia Solidária” é indicada pelo Parlamento

A criação do programa “Farmácia Solidária” será indicada ao Poder Executivo pela Câmara Municipal.

            A proposta de autoria do vereador Carlos Delgado (PP) visa coleta de medicamentos através de doação para posterior distribuição aos usuários da rede de saúde municipal.

           “Esse projeto traz uma solução para o desperdício e ainda beneficia pessoas que não dispõe de recursos para aquisição de certos remédios”, salientou Delgado. A matéria dispõe sobre o necessário bom estado de conservação dos produtos, a responsabilidade de classificação e estoque por profissional da área farmacêutica, a operacionalização da “Farmácia Solidária”, os critérios de fornecimento e o incentivo e divulgação para campanhas de doações.

         Conforme o parlamentar, por vezes um remédio em falta no Posto de Saúde pode estar sobrando, esquecido e sem utilidade, em armários e gavetas. “A redistribuição de medicamentos não é um hábito comum entre as pessoas, normalmente eles esgotam sua validade e estão abandonados em prateleiras ou são descartados até de forma inadequada, enquanto muitos precisam”, conclui.

          Durante a discussão da matéria, a vereadora Suzana Alves (PRB), destacou que o procedimento de coleta desses medicamentos é atualmente realizado pela Farmácia Popular.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.