Câmara sedia audiência pública sobre cobrança pelo sistema de esgoto

         A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (AGERGS) realizou na Câmara Municipal de Uruguaiana audiência pública para tratar de normativa que busca disciplinar a cobrança pela disponibilidade ao esgotamento sanitário e estabelecer incentivos aos usuários para a conexão dos imóveis ao sistema.

       O evento foi conduzido pelo Conselheiro, João Nascimento da Silva, com participação da diretora de Assuntos Jurídicos da Agência, Luciana Luso, do Poder Executivo, Secretário de Administração, Ricardo San Pedro, da Associação do Direito do Consumidor, João Carlos dos Santos, do Atelier Saladeiro, José Silveira e vereadores presidente da Casa, Irani Fernandes, Suzana Alves, Zulma Ancinello, Carlos Delgado, Mano Gás, Vilson Brites e Carmelo Madeira.

       Na ocasião foram esclarecidos os termos e as condições da Resolução Normativa sobre a cobrança aos usuários pela disponibilidade da rede de esgoto. Essa estabelece como obrigação dos consumidores a ligação de toda construção à rede pública de abastecimento de água e aos coletores públicos de esgoto, define as etapas de execução da norma e pontua os incentivos à conexão.

        A cobrança será feita ao imóvel não conectado à rede nos prazos definidos na norma, ao esgoto coletado e tratado e a base da cobrança é o volume mensal de água. Sobre os incentivos para ligação fica definido isenção de tarifa por cinco faturas consecutivas quando realizada conexão em 30 dias. E no prazo de 31 a 60 dias após a notificação a isenção por três faturas.

       O Poder Executivo interveio pelo aumento dos prazos, ampla campanha de divulgação sobre a cobrança e isenção de tarifas aos usuários de baixa renda. Os vereadores presentes relataram as ações desenvolvidas no Parlamento sobre a concessionária da água e esgotamento sanitário como Comissão Parlamentar de Inquérito, demonstrando a insatisfação dos uruguaianenses quanto a qualidade da água e os serviços prestados.

        Houve manifestação sobre os problemas de despejo in natura de esgoto no Rio Uruguai e o descumprimento do contrato da concessionária em relação a vários aspectos. O presidente da Câmara Municipal, vereador Irani, salientou a importância da audiência pública e da presença da AGERGS em Uruguaiana para receber as reclamações, as dúvidas e as demandas dos consumidores, sugerindo a implantação de escritório da Agência no município. Também solicitou atenção à estação de tratamento, sendo que o material tratado é despejado em córrego contaminado. 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.